Tag Archives: Barcelona

Cenas de Barcelona

 

Anúncios
Com as etiquetas

Benvingut a Barcelona

Este não é um guia convencional, não esperem encontrar as referências e os pontos turísticos que um American Express certamente recomendaria, ainda que faça todo o sentido passar uma vista de olhos pelos guias mais certinhos de Barcelona. Por outro lado, este é um guia de amigos para amigos, um guia escrito por quem lá viveu e pôde desbravar ruas e vielas, lojas, lojinhas e megastores, bares, pubs, clubs e tudo o que venha atrás. Deixem-se guiar pelo Zé e pela Diana e benvingut a Barcelona!

Vamos por Zonas

Raval

Este é um bairro muito tradicional pela sua natureza imigrante. Especialmente árabes. A minha rua preferida – durante o dia – chama-se Carrer Joaquin Costa. Aqui há uma boa meia dúzia de sítios óptimos para comer, na onda do fast food. Aconselho dois particularmente, o Betty Ford’s – onde se encontra o melhor hamburger que eu já comi, talvez o mais caro também (€10, com batata e alto molho e bebida), a decoração é muito boa e a música especialmente cool (50’s/60’s), também está aberto à noite e acho que é fixe. O The dog is hot é uma loja de cachorros quentes – só tem um balcão lá dentro, é muito pequena, com pé direito duplo e tudo muito branquinho, basta subir a rua e é do lado esquerdo, há 3 ou 4 menus de cachorros, relativamente baratos e com uma boa variedade de molhos chili e também acompanhados com uma caixinha cheia de nachos com queijo ou guacamole. (Zé, isto assim dá muita fome!)

O que vale a pena é estar atento a todas as lojas da rua e ruas adjacentes. Há desde lojas com as bugigangas mais engraçadas, a polaroids, roupa vintage, tem de tudo e dessas lojinhas aparecem novas todas as semanas.
Ah…não esquecer que se foram a esta rua, provavelmente antes passaram no MACBA (Museu de Arte Contemporânea de Barcelona) costuma ter exposições brutais.

Numa rua perto, a “Carrer Doctor Dou” há uma livraria que eu gosto muito. É muito virada para o desenho, desde gráfico ao produto ou arquitectura, mas tem muitos temas e pessoas com bom gosto, além de exposições diferentes a cada semana. Chama-se Ras.

Numa noite de copos podem passar num sítio que, além de eu gostar muito, é muito tradicional. Chama-se Marsella. Tem a mesma decoração aí há uns 150 anos, e dentro dos armários tem pó dessa altura, acho eu. Tem uma bebida muito tradicional que é a absentha (absinto), mas tem um ritual, queima-se um cubo de açúcar lá para dentro e depois junta-se um pouco de água, os gajos ensinam, vale a pena. É uma experiência muito porreira e inebriante também.

Bairro gótico

Pá, nunca percebi muito bem isto, eu mandava-me lá para dentro e, é espetacular! Passeiem lá de dia e depois à noite, há de tudo, monumentos em cada esquina, ruelas encantadoras, ruelas assustadoras, bares espetaculares, pessoal a ver se rouba, malta a curtir. Eu gostava bastante de ir a um pub que já era um bocadito deslocado, ficava na Carrer Ample era no extremo oposto à rambla e chamava-se…Ample. Durante o dia tem muita porcaria, mas também se encontram preciosidades, desde lojas internacionais, a lojitas abertas por pessoal novo com coisas giras. Pessoalmente, aconselho a chapelaria mais antiga de Barcelona, vão gostar, chama-se Sombreria Obach, está numa esquina, é pequenita e está cheia de boinas e chapéus que além de clássicos, são fixes.

Borne

Borne é o bairro a seguir. Muito na linha do Gótico, só que mais rico. Aqui têm excelentes restaurantes e principalmente lojas, muitas lojas de qualidade. Na zona central do bairro vão reconhecer imensas marcas que não preciso indicar. Na periferia encontram-se outro tipo de espaços.

O meu ponto de referencia era a Iguapop, uma galeria-de-arte/loja-de-roupa baseada na urban culture, com coisas de muito bom gosto, a direcção é C/ Comerç, 15. Estando na Iguapop já começam a encontrar as tais lojas menos evidentes que falo.
Para não fazer só gastar dinheiro, na parte antiga do Borne está a Catedral de Santa Maria, uma catedral construída pelo povo catalão – essencialmente pescadores – sem apoios da Igreja. Portanto não se vê muito ouro, mas ao saber que transportaram a pedra toda às costas e ao olhar para a dimensão daquilo, é arrepiante.

Montjuic

É lindíssimo ver a cidade da fortaleza, mas como não sei como vai estar o tempo, deixo apenas a indicação que estando bom, vale a pena ir lá acima de tudo.

Grácia

É o bairro onde eu morava e é um sítio fixe para sair da confusão que é Barcelona. Tem uns barzinhos engraçados para estar ao fim da tarde e também tem a casa portuguesa, onde se pode comer uma bola de Berlim, um bolo de arroz, um pastel de nata ou um rissol.

À noite, tem um bar porreiríssimo fora do circuito da noite de Gracia, mas para mim, é o que vale mais a pena, chama-se La Bodeguita de Marisol e fica numa esquina na Carrer Siracusa, não é difícil identificar, porque é um cubano. Original. Paredes cobertas de quadros e recordações históricas do país. Os mojitos são geniais. É um bar de muita confusão tudo a tocar-se, uns em pé, outros sentados, muito barulho, gente a falar alto(esta descrição só é válida para o fim de semana, houve dias da semana em que apanhei aquilo com 4 ou 5 pessoas), pode depender do mood, mas sem dúvida que aconselho.

Pontos soltos:

Macarena – Um club espetacular. Minimal de extrema qualidade. Onda Berlim. O espaço é pouco, mas a qualidade da música é muita, ao contrário ao que o nome possa remeter. Mas alerto que é um tipo de noite em que se fica muito compenetrado na música, a componente social não é muito forte.
Fica no meio do gótico, muito perto da Plaza Real, passem na plaza e perguntem a um gajo que esteja distribuir flyers como é que se vai para lá.

Razzmatazz – Vale a pena ir, mais do que uma vez. Vejam o programa e escolham.

Nasty mondays – é no Apollo, às segundas-feiras. É uma javardice por completo. A música é rock’n’roll por ali acima.

Moog – É um sítio muito concorrido. A música é boa. As festas são boas. Há muita gente e pode tornar-se um pouco claustrofóbico. Aconselho a ir cedo. Sublinho que as noites são um pouco agressivas, mas muito boas.

Champanería – MUST GO. Tapas, não as que já se está habituado. Sandes com enchidos, queijos, variadas coisas, deliciosas, principalmente por serem onde são, no ambiente em que são e acompanhadas por cava(espumante). Eu iria ao fim da tarde, para um lanche avantajado, tem um ambiente mesmo muito bom. Comam bem e não poupem no cava (custa cerca de 70 cents), proporciona momentos mesmo, mesmo divertidos (metro Barceloneta).

Estando em Barceloneta, está-se na zona do marisco. Procurem a zona dos restaurantes, na avenida principal, mas não entrem em nenhum, entrem nesse bairro e procurem nas paralelas interiores, há sítios muito porreiros a preços relativamente acessíveis e com bom marisco.

Das visitas tradicionais, o Parc Guell era o sítio que eu mais gostava, com bom tempo, com mau, conseguia tirar-lhe muito potencial.

Carteira no bolso da frente e cuidado com os sacos das compras. Não é perigoso a nível físico, mas aqui os carteiristas são profissionais.

Com as etiquetas

Unlike: onde os visitors se tornam locals

O Guardian diz que tem mais mecanismos que um avião e ainda é mais sexy que um Concorde. Verdade seja dita, é sexy como o raio, tem o charme todo e, para além do mais, é esperto. Para quê muitas dicas sobre Barcelona quando os senhores Unlike andam por lá.

Mirem os filmes e dêem uma boa espreitadela pelo site.

Com as etiquetas ,

No dia da Imaculada Conceição até a Senhora perdia as botas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Andámos a vasculhar os nossos links e descobrimos que ainda há voos baratinhos para quem tem dias para meter, pontes para aproveitar e fins-de-semana para juntar no feriado de 8 de Dezembro.

De Lisboa, o melhor que se pôde arranjar foi mesmo Madrid. Fica aqui ao lado, mas não é todos os dias que se vai até lá. E por €63, vai-se numa avioneta AirEuropa (ou espécie de avioneta) que ainda dá mais pica.

Já para a malta do Porto a conversa é outra, podem optar. Por €55 vão até Madrid, ou por mais €10 podem ir até Barcelona. God bless Ryanair.

E como volta e meia vamos perder as botas por essas bandas, temos guias, dicas e recomendações que vamos deixar nos próximos dias.

Com as etiquetas ,