Matar saudades

Depois da viagem vêm as saudades e ficam-nos as memórias, comprimidas. Como se a cabeça condensasse em breves flashes dias e dias e semanas de uma terra tão grande onde tudo é possível. Um lugar para rir-chorar-e-chorar-a-rir, que agora visitamos diariamente, para que a nossa viagem não acabe.

Anúncios
Com as etiquetas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Anúncios
%d bloggers like this: